O que avaliar ao comprar um carro usado?

Comprar um carro usado é uma boa oportunidade para quem quer adquirir um veículo, mas não pode investir em modelo zero no momento. Encontramos no mercado ótimos carros seminovos muito bem conservados e de qualidade, veículos que serão muito úteis para os novos donos. Porém, alguns cuidados devem ser tomados para que a compra seja mais segura.

Você sabe o que avaliar ao comprar um carro usado? Fizemos um guia dos itens mais importantes que devem ser checados antes de fechar a compra. As dicas estão divididas pelas partes do carro: parte externa, mecânica e interior, além do que observar com o carro em movimento.

 

Parte externa

A parte externa do carro é aquela que mais denuncia o estado de conservação. Ela também é a parte que mais aguça o sentimento de prazer pela compra do carro. Por isso, muita atenção ao conferi-la! Veja como fazer isso da melhor forma:

  • Examine o carro com uma boa luz, de preferência com a luz do dia. Locais fechados e lâmpadas podem esconder imperfeições. Gotas de água também, então não examine o carro em dia de chuva.
  • Repare nas formas da lataria, portas e capô. Ondulações e diferenças de encaixe podem revelar que o carro já sofreu batida e foi desamassado. Além disso, um amassado pode denunciar algum problema nas portas.
  • Confira os vãos das portas. O correto é que os encaixes sejam iguais. Além de amassado, isso pode significar problemas de alinhamento.
  • Carros usados já podem ter sofrido com ferrugem. Bolhas na pintura acusam esse estado da lataria.
  • A cor da pintura também denuncia reparo. Por fora o carro é mais brilhante por dentro. Se ele já foi repintado, pode ser que os tons estejam iguais, o que indica mais manutenção sofrida. Respingos em lugares que não deveria haver tinta (como lanternas) também indicam repintura recente.
  • Confira se os pneus estão iguais. Desgaste irregulares podem indicar problemas com suspensão, balanceamento e alinhamento. Confira também se as rodas estão à mesma distância das abas do pára-lamas.
  • Veja se o espaço do estepe está amassado. Pode indicar batida traseira sofrida.
  • Balance o carro. Se ele demorar para estabilizar, pode indicar más condições com o amortecedor.

Parte Interna: Mecânica

A parte mecânica é uma das mais importantes, pois garante se o carro está funcionando corretamente, cumprindo bem a sua função. Aprenda a checar a parte mecânica:

  • Comece pelo verdadeiro início: dando partida no carro. Se responder rapidamente, ponto positivo.
  • Com a ajuda de alguém especializado, preste atenção do som do motor. O profissional dirá se o funcionamento está nos conformes.
  • Verifique o óleo, retirando a vareta, avalie seu aspecto, cor e nível.
  • Veja o aspecto do motor. Se ele estiver limpo demais, desconfie. Uma lavagem pode ter sido feita para mascarar vazamentos.
  • O sistema de refrigeração do motor pode ser conferido com a observação do depósito de água, que não pode apresentar ferrugem ou aspecto oleoso.
  • O filtro de ar deve estar limpo. Não confie se não estiver.
  • A ventoinha deve girar sem vibrações ou variações.
  • O escapamento deve estar preto de fuligem, e não melado de óleo ou soltando fumaça azulada.

 

Interior do carro

A parte interna do carro é aquela que lhe proporcionará mais conforto e prazer. As condições de conservação devem estar excelentes. Saiba o que não pode passar batido na checagem:

  • Confira o estados dos bancos, se estão afundando muito, tortos ou mal fixados. Veja também o tecido, se não está sujo ou rasgado.
  • Teste os comandos internos: faróis, limpadores, luzes de freio, enfim, todos os acessórios de direção. Verifique se algo não está funcionando como deve, tanto em relação aos comandos quanto em relação àquilo que acionam.
  • Um sinal discreto do painel é a luz de airbag. Para checar que ele está OK, gire a chave do carro. A luz do airbag deve se acender durante alguns instantes, mostrando que tudo está em ordem.  Se não acender, há algum problema.
  • Teste o funcionamento do ar-condicionado e dos vidros elétricos.
  • Teste também as condições dos pedais.
  • Volante e câmbio com mais rugosidades são mais novos. Quando estão mais lisos, revelam mais uso e desgaste. Se forem de couro, desgastam mais rapidamente.
  • Cheque o estado dos espelhos retrovisores, que precisam estar em boas condições para garantir uma direção segura.
  • Veja os tapetes e também levante para procurar por sinais de uso ou problemas que podem ficar escondidos.

 

Prova final: teste o carro em movimento

Depois de checar os aspectos internos, externos e mecânicos do carro usado, agora é o momento de fazer o teste definitivo: experimentar o carro em movimento. Afinal, só é possível saber mesmo se está tudo bem fazendo um test drive. Carro não foi feito para ficar parado! Quando entrar no carro e começar a rodar com ele, repare em pontos essenciais:

  • Teste o freio. Se o barulho for estranho, as pastilhas podem estar gastas.
  • Em uma pista plana, freie e solte as mãos do volante. Se o carro puxar para um dos lados, pode haver problemas com pneus e suspensão.
  • Ande por ruas irregulares, como ruas de paralelepípedo, para testar a suspensão e amortecedores.
  • Fique alerta ao usar as marchas. Use sua experiência e desconfie se sentir algo estranho.
  • A dica final é justamente essa: use sua experiência como motorista ou chame alguém bem experiente para sentir se o carro está em bom estado para compra.

Com estas dicas, você estará mais seguro para comprar um carro usado. Além de checar sozinho todos estes pontos, conte com a ajuda de pessoal especializado. Procure carros usados em fontes responsáveis. A Delta Fiat oferece muitas opções de veículos seminovos e usados e conta com equipe especializada para orientar uma boa compra. Faça-nos uma visita e faça sua nova aquisição.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *