Calço hidráulico: entenda o que é e quais são as principais causas

O calço hidráulico é um problema que pode trazer sérios prejuízos ao motor do carro. Por isso, é importante que todo motorista entenda o que é e quais são as causas dessa falha. 

Preparamos este artigo para explicar detalhadamente tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Continue a leitura e fique por dentro! 

O que é calço hidráulico?

O calço hidráulico ocorre em motores movidos a pistão, sendo causado pela entrada de um líquido (água ou combustível) no interior da câmara de combustão. 

A vazão irregular deste líquido forma uma massa que não é capaz de ser comprimida pelo pistão. Com isso, há um travamento abrupto, gerando empeno ou até mesmo a ruptura das bielas ou mesmo do do virabrequim. 

Entenda como esse problema acontece

Em geral, o propulsor de um carro trabalha com três elementos em forma líquido. São eles: 

  • Óleo lubrificante: tem a função de reduzir o atrito entre as partes, além de ajudar na manutenção de uma temperatura apropriada; 
  • Líquido de arrefecimento: também ajuda na manutenção da temperatura;
  • Combustível: esse líquido passa por uma pulverização na câmara de combustão numa mistura ar-combustível. É responsável por gerar a explosão interna que vai mover o propulsor do veículo. 

Como já citado anteriormente, geralmente, o calço hidráulico no motor ocorre pela entrada de água ou combustível na câmara de combustão. 

Contudo, o problema também pode ser causado pelo óleo lubrificante. Isso pode acontecer por causa de um anel quebrado, por exemplo, o que provoca a sua queima e, consequentemente, sua entrada na câmara. Essa situação pode ser identificada por uma fumaça preta que é emitida no escape. 

O calço hidráulico pode acontecer em duas situações distintas, sendo elas: 

  • Durante marcha lenta ou de baixa rotação: neste caso, o motor do carro deve apenas parar de funcionar; 
  • Durante giros altos: nesse caso, várias peças podem ser danificadas, como o próprio pistão e a biela, e também pode causar avarias no cárter, cabeçote e até mesmo o bloco. 

Leia também: Cuidados com o carro que você deve ter regularmente

Principais causas do calço hidráulico no motor

Várias situações podem causar um calço hidráulico, desde o desgaste nas peças até o alagamento do motor em movimento. 

Listamos abaixo as causas mais comuns para esse problema. Confira!

Danos na junta do cabeçote

Posicionada entre o cabeçote e o bloco, essa peça tem a função de separar o acesso da água e óleo do motor até a câmara de combustão. 

Uma vez danificada, a junta do cabeçote perde a sua eficácia em controlar a passagem da água. Em geral, a danificação dessa peça ocorre pela degradação natural do tempo e/ou pela falta de uso do motor por um longo período. Neste caso, o motorista deve procurar um especialista para realizar a substituição da junta. 

Travamento dos bicos injetores de combustível

Como adiantamos, o combustível em excesso também pode causar o calço hidráulico no motor. Isso pode acontecer em decorrência do travamento dos bicos injetores, que ficam abertos e, assim, faz com que o combustível seja esguichando ao compartimento de combustão. 

Dessa forma, com o cilindro cheio de combustível, o pistão não será capaz de comprimir a mistura ar-combustível, levando ao seu travamento. 

O que fazer? 

Se você identificar que há combustível em excesso sendo transferido para a câmara de combustão, é recomendado retirar as velas para dar a partida, de modo que o líquido possa ser expelido. 

Além disso, deve-se retirar o bico injetor travado e avaliar o seu estado, que pode indicar a necessidade de limpeza ou troca. 

Busque um especialista para realizar a avaliação e medidas corretivas necessárias.

Rodar em trechos alagados

Outro motivo comum que leva ao calço hidráulico é a circulação em trechos alagados. Nesse caso, a água do exterior do veículo entra no motor e trava o movimento do pistão dentro do cilindro. 

Essa água pode ingressar no veículo de duas maneiras: 

  • Através do filtro de ar: ela entra pela frente do veículo e vai direto para o motor; 
  • Pelo cano de descarga: entra pela traseira do carro. 

Em geral, a entrada de água começa a ser um perigo para o funcionamento do veículo quando o seu nível está acima da metade das rodas. Se esse for o caso, não arrisque seguir conduzindo por esse trecho. 

Outra dica quando estiver passando por uma enchente é jogar uma marcha forte (primeira ou segunda), acelerar e não tirar o pé do acelerador em momento algum. Com isso, você estará forçando os gases do escapamento, evitando que a água alcance o motor. 

Leia também: Revisão de carros: como manter a durabilidade e segurança do veículo

Faça sua revisão na Delta Fiat

É importante fazer a manutenção do seu veículo com uma concessionária de confiança, que garanta a segurança e o bom funcionamento do seu carro. A Delta Fiat oferece os serviços de manutenção e assistência técnica e é possível fazer o agendamento online.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.