Qual óleo mais adequado para cada tipo de carro?

Realizar a revisão periódica do seu veículo é extremamente importante para garantir mais durabilidade e uma melhor performance do seu automóvel. Dentre os cuidados que devem ser tomados está a troca do óleo do motor, sendo indispensável em qualquer carro, seja ele novo ou com mais quilometragem. Você sabe qual óleo é mais adequado para cada tipo de carro? Vamos apresentar nesse post algumas dicas para você realizar a compra correta para o seu tipo de veículo.

 

Para saber mais sobre os cuidados com a manutenção do seu veículo, acesse nosso post com tudo sobre revisão.

 

Óleo mineral, sintético ou semissintético?

 

O óleo mineral é o mais comum do mercado e também o mais barato. Atende muito bem as necessidades de diversos motores. Porém ele requer uma maior periodicidade de troca, com uma menor quilometragem. O recomendado para este tipo de óleo é que a troca aconteça com até cinco mil quilômetros rodados.

 

Óleo sintético

 

O mais elaborado deles é o óleo sintético, que garante manter uma viscosidade constante, independente da temperatura do motor. Sendo assim, a tendência é não carbonizar o motor. Esse tipo de óleo é recomendado para quem roda muitos quilômetros com o carro, pois com ela a troca é mais estendida, com uma periodicidade maior. Recomenda-se que ela ocorra entre 15 e 20 mil quilômetros rodados. Em ambos os casos a troca deve ocorrer sempre a cada seis meses.

 

Óleo semissintético

 

O semissintético é a mistura da base do óleo sintético com a do mineral. Os veículos indicados para a utilização desse tipo de óleo são os que possuem motores mais potentes e que trabalham em alta rotação. Ele também provoca menos carbonização interna e contribui para minimizar o atrito entre as peças internas do motor, principalmente durante a partida, pois é quando grande parte do óleo está em repouso no cárter (reservatório do óleo). A troca é recomendada a cada 10 mil quilômetros.

 

Qual o prazo máximo para troca do óleo?

 

O prazo máximo para troca em todos os casos são de seis meses, independente da quilometragem. Se você não ficar atento aos prazos indicados, isso pode ocasionar uma carbonização, o que irá trazer problemas para o seu veículo mais para frente.

 

Em todo manual do automóvel consta as especificidades de tipo de óleo e periodicidade de troca recomendada para o seu modelo de carro. É importante seguir essas recomendações, pois são realizados diversos estudos e testes de fábrica para descobrir aquele que melhor atende às necessidades do seu veículo, para assim garantir uma melhor performance para o mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *