Novos motores Firefly da Fiat

A Fiat desenvolveu uma nova família global de motores, inovando o segmento com tecnologias inéditas criadas na fábrica de Betim, Minas Gerais. São os motores FIREFLY. O Brasil foi o primeiro país a utilizar os novos motores que se espalharão pelo mundo e o Uno 2017 foi o modelo escolhido para o lançamento no mercado.

Conheça os novos motores FIREFLY da Fiat e saiba porque eles chegaram para levar o mercado de motores e peças automobilísticas a outro patamar.

 

O que são os motores Firefly?

 

Os novos motores Firefly são bicombustíveis e estão disponíveis em duas versões, 1.0 de 3 cilindros e 1.3 de 4 cilindros. Eles são feitos em bloco de alumínio e apresentam o maior torque do segmento aliado a baixo consumo de combustível e baixa emissão de gases poluentes. Eles são pequenos, mas poderosos. Como declarou a Fiat em nota, “no motor 1.0 litro, são 10,9 mkgf a 3.250 rpm e, no 1.3 litro, 14,2 mkgf a 3.500 rpm. O elevado torque é distribuído desde as baixas rotações, diferenciando-se da grande maioria dos rivais multiválvulas, o que assegura prazer ao dirigir e notável eficiência energética”.

 

Como foram desenvolvidos os novos motores Firefly da Fiat?

 

Para desenvolver os motores, a Fiat estudou principalmente como o seu cliente dirigia seus carros. Diante deste estudo, foram definidas as demandas técnicas que precisam ser desenvolvidas e o que poderia ser feito para sanar as necessidades e fazer os motores serem atuais por mais tempo. O motor se destaca pelo torque, pelo baixo consumo de combustível e pela mecânica tecnológica, otimizada e inteligente.

As necessidades dos brasileiros e de outros públicos da América Latina foram as mais consideradas para o desenvolvimento dos novos motores. Por isso, os motores são preparados para diferentes ambientes, altitudes e temperaturas.

Os motores FIREFLY possuem duas válvulas por cilindro, o que aumenta a arrancada do carro. O baixo consumo de combustível foi pensado para situações de rodagem baixa a média.

Confira o que a Fiat fala sobre o desempenho dos novos motores em comparação com outros modelos maiores:

“Com duas válvulas por cilindro, seu desempenho geral se equipara ao da maioria dos motores quatro válvulas, como indicam os valores de potência máxima de cada um deles. No 1.0, três cilindros, são nada menos que 77 cv, que chegam a impressionantes 109 cv no quatro cilindros, o maior valor já alcançado em um motor 1.3 fabricado no Brasil, comparável até mesmo ao desempenho de alguns motores 1.6 litro. Em termos de potência específica (82 cv/l), o 1.3 supera todos os concorrentes do mercado de 1.2 até 1.6 litro naturalmente aspirados”.

 

Conceito modular: mecânica facilitada

 

Para os dois modelos de motores FIREFLY, 1.0 de 3 cilindros e 1.3 de 4 cilindros, foi adotado o mesmo tamanho de pistão de cilindro. Assim, vários componentes dos motores podem ser compartilhados, facilitando a manutenção.

 

Potência otimizada: motores mais inteligentes e econômicos

 

Quanto mais energia um motor exige para funcionar, menos potência e torque ele deve gerar. Com as novas soluções propostas pela tecnologia dos motores FIREFLY, o consumo de energia é baixo de forma a otimizar o funcionamento dos motores ao máximo. Como as válvulas são comandadas por um único eixo, ao contrário dos motores comuns, o FIREFLY consome cerca de metade da força em comparação com os concorrentes.

A palavra para o desenvolvimento das novas tecnologias é otimização. A tecnologia tradicional de motores foi otimizada de forma a exigir menos componentes e menos energia, tornando o “coração do carro” mais alinhado com a toda a inovação do setor automobilístico.

O motor tem partes importantes produzidas em alumínio, o que impulsiona seu funcionamento, pois exige menor tempo de aquecimento. O motorista ganha também em robustez e durabilidade.

 

A inteligência está nos detalhes

 

Os motores FIREFLY são inteligentes, visam um novo patamar de desenvolvimento tecnológico de motores automobilísticos. A Fiat equipou os motores com tudo que o mercado precisava para evoluir. Confira a lista divulgadas das principais vantagens dos motores:

 

– A nova família de motores é um projeto global, tendo sido desenvolvida, testada e certificada dentro dos padrões mundiais, que exigem uma durabilidade mínima de 150 mil milhas ou 240 mil quilômetros.

 

– Ambos os motores, 1.0 e 1.3 litro, adotam uma única dimensão de pistão e cilindro, com 333 cm³ cada. Na versão com três cilindros, o deslocamento chega a 999 cm³, enquanto na com quatro cilindros são 1.332 cm³.

 

– A sofisticação da nova família de motores também está na parte elétrica, com ênfase no Smart Charger, o alternador inteligente. Ele otimiza a recarga da bateria nos instantes em que a energia cinética do veículo seria desperdiçada, como nas desacelerações e reduzidas de velocidade.

O filtro de óleo de todas as versões, 1.0 e 1.3 litro, foi colocado na parte de baixo do propulsor, bem na frente do veículo. O objetivo foi posicioná-lo em lugar de fácil acesso, reduzindo o tempo de troca. O item está protegido entre o cárter de aço estampado e o suporte do compressor do ar-condicionado, integrado ao sub-bloco. O suporte forma uma estrutura de proteção que evita vazamentos devido ao impacto de pedras, por exemplo.

 

– Os novos motores vêm equipados com o sistema HCSS (do inglês, Heated Cold Start System), que elimina a necessidade de tanque auxiliar de gasolina para partida a frio. Além de maior conveniência, o HCSS garante partidas com etanol puro mesmo em temperaturas abaixo de zero grau Celsius.

 

– O bloco de alumínio determina uma redução de massa de sete quilos em relação ao uso de ferro fundido. Outros benefícios são o melhor controle da temperatura e menor tempo de aquecimento (menor inércia térmica), maior robustez e durabilidade.

 

– A corrente do comando de válvulas dispensa manutenção e tem durabilidade acima dos 200 mil quilômetros. Além disso, dispõe da tecnologia “silent chain”, uma evolução em relação às correntes tradicionais, que oferece funcionamento mais suave e silencioso.

 

– A vareta de óleo é integrada à tampa e passa por dentro do motor, o que evita vazamentos de óleo e facilita a manutenção. Além disto, o filtro de óleo é posicionado num local de fácil acesso embaixo do carro, protegido entre o cárter e o suporte do compressor do ar-condicionado, posição que facilita muito sua troca.

 

Experimente os motores FIREFLY na Delta Fiat

 

Os motores FIREFLY da Fiat já estão circulando nas ruas de Juiz de Fora e do Brasil. Carros como o novo Fiat Argo e o Uno 2017 já contam com os motores.

Visite a Delta Fiat, conheça os carros e marque seu test drive para testar a potência dos novos motores.

https://materiais.deltafiat.com.br/test-drive

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *