Sistema de suspensão: todas as informações que um motorista precisa saber

O sistema de suspensão é um dos elementos principais do veículo, sendo responsável por absorver as irregularidades do solo e por manter a estabilidade do mesmo. 

Este componente tem influência direta no comportamento do veículo, assim como na segurança dos passageiros. Por isso, é importante que os motoristas entendam como funciona o sistema de suspensão automotiva e tenha atenção quanto a sua devida manutenção. 

Quer entender melhor sobre o sistema de suspensão do seu veículo? Então continue a leitura que fizemos uma lista com as principais informações sobre o assunto. Confira! 

O que é um sistema de suspensão? 

O sistema de suspensão é um conjunto de peças que são responsáveis pela estabilidade do veículo. Liga o chassi às rodas, e garante que estas estejam em contato direto com o solo. Além disso, também é função do sistema de suspensão automotivo: 

  • Dar conforto e segurança aos passageiros em manobras e frenagens
  • Suportar o peso da carroceria do veículo
  • Manter uma distância entre chassi e rodas
  • Absorver os impactos sofridos pela roda
  • Manter a estabilidade nas curvas

Principais componentes de um sistema de suspensão 

Determinadas peças são comuns a todos os tipos de suspensão, o que será alterado é a quantidade de cada uma, assim como a sua disposição. Logo, são componentes da suspensão indispensáveis os seguintes itens: 

  • Pneus
  • Amortecedor
  • Mola
  • Braço oscilante
  • Buchas de borracha
  • Pivô
  • Coxim
  • Barra estabilizadora

Como o sistema de suspensão atua no veículo em movimento? 

Em curvas ou manobras: a mola irá exercer uma força contra a carroceria, fazendo com que ela não incline demais, o que impedirá que o carro derrape ou saia pela tangente em consequência do peso excessivo em somente um dos lados. Neste caso, a barra estabilizadora também entra em ação, ela liga as duas colunas da suspensão e vai transmitir a força igualmente para os dois lados. 

Atritos: se o veículo passar por um buraco, por exemplo, a mola vai esticar e comprimir, enquanto o amortecedor atuará no controle desse movimento. Logo, ambas as peças vão minimizar o impacto, claro, contando com a ajuda dos pneus. 

Frenagens: o sistema de suspensão automotiva vai equilibrar a força por toda a carroceria. Isso, por sua vez, vai evitar o efeito gangorra, que prejudicaria a reação do motorista e faria com que o veículo demorasse mais para frear durante uma emergência.

Tipos de sistema de suspensão automotiva

Existem diversos tipos de suspensão no mercado atualmente. A função de cada uma vai depender do estilo de carro, se é modelo de passeio, off-road etc. E claro, a suspensão tem influência direta no desempenho do veículo, logo, o tipo do sistema de suspensão também influenciará no valor do carro. 

Fizemos uma lista com alguns dos tipos mais comuns de sistema de suspensão. Confira quais são: 

Eixo rígido 

Este tipo de suspensão é mais encontrado em veículos off-road, por ser um sistema um pouco mais pesado. Basicamente é composta por uma barra que fixada no chassi que liga as duas rodas. 

MacPherson

É um sistema mais leve, que conta com poucas peças: é composto por mola, braço oscilante, amortecedor e manga de eixo. 

Funciona da seguinte maneira: a parte superior da mola se apoia no chassi do veículo, enquanto a inferior fica no prato do amortecedor e a base do amortecedor conecta-se a manga de eixo, que fica ligada ao braço oscilante. 

Multilink

É um tipo de suspensão independente. Ela é composta por três ou mais braços, que permitem mais liberdade de movimento. É mais utilizada em veículos de maior potência, com tração dianteira ou traseira. 

Suspensão fixa

Muito procurada por motoristas que querem rebaixar o carro. Ela é composta por amortecedores pressurizados com mais carga, além de molas em tamanho menor, podendo diminuir a altura da carroceria do carro em relação às rodas.

Suspensão de rosca

Também é uma opção muito procurada para rebaixar os carros. É muito parecida com a suspensão fixa, porém ela conta com um prato regulável no amortecer. Ao movimentar esse prato, é então possível subir ou descer a carroceria do carro. 

Sinais de que a suspensão do seu veículo pode estar com problemas

É muito importante que o motorista esteja atento a determinados sinais que o veículo pode estar apresentando de que está com problemas no sistema de suspensão. Elencamos alguns indícios que podem apresentar que está na hora de fazer uma revisão. Confira: 

  • Quando o veículo não obedece aos comandos do volante
  • Apresenta desgaste irregular/precoce dos pneus
  • Marcas de óleo no chão
  • Ruídos ou pancadas secas na carroceria
  • Perda de estabilidade em curvas
  • Balanço excessivo em arrancadas

Agende sua revisão na Delta Fiat

A Delta faz as revisões mediante agendamento, para que o ato de trazer o veículo para a concessionária seja planejado e mais confortável ao cliente. Além disso, no momento do atendimento, o cliente tem uma previsão do tempo necessário para o serviço e pode programar melhor sua rotina.

Acesse a página de agendamento clicando aqui e traga seu veículo pra gente. Estamos a disposição!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *