Compra de carro: passo a passo da documentação do veículo

A compra de carro é um dos momentos mais felizes na vida das pessoas, porque muitas vezes, se trata da realização de um sonho. A empolgação é tamanha que as pessoas não param para pensar na parte burocrática envolvida nesse processo. Para te ajudar, vamos apresentar a seguir o passo a passo da compra de veículo.

Você sai da concessionária com o seu carro novo e ainda tem que correr atrás de uma série de documentação para regularizar a situação do seu veículo. Tudo precisa ser feito corretamente, dentro das leis do trânsito, para evitar qualquer dor de cabeça futura.

Vamos apresentar também qual é o processo para quem compra um carro usado e o que deve ser feito nesse caso em relação a documentação do automóvel. Neste artigo, você vai tirar todas as suas dúvidas a respeito da compra de carro e a regularização do mesmo.

 

O passo a passo depois de comprar um carro novo

Vamos discriminar a seguir quais procedimentos devem ser seguidos pelos novos proprietários para regularizar a situação do seu novo bem.

 

1º passo: Após efetuada a compra do carro, o proprietário deve ir com ele até uma unidade do Detran para realizar a vistoria e a emissão do decalque, que é uma espécie de adesivo de identificação para o veículo.

2º passo: o comprador terá que desembolsar uma quantia para o pagamento da taxa de emplacamento do veículo. Esse procedimento pode ser feito em qualquer agência dos bancos credenciados ao Detran: Banco do Brasil, Sicredi ou Bancoob. Feito isso o motorista deve retornar ao departamento para concluir o processo.

Veja mais detalhes sobre esse procedimento no site do Detran.

3º passo: o próximo passo é a emissão dos documentos regulatórios, são eles: o Certificado de Registro do Veículo (CRV) – uma certidão de compra e venda do automóvel – e o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), aquele documento que deve ser portado obrigatoriamente pelo motorista sempre em que for circular com o veículo.

O pedido dessa documentação deve ser feito em uma unidade indicada pelo Detran. O proprietário deve reunir os seguintes documentos:

 

  • RG e CPF (original e cópia);
  • Comprovante de endereço (original e cópia, de no máximo três meses antes);
  • Cópia da nota fiscal do fabricante;
  • Nota fiscal original da revenda, emitida pela concessionária ou pelo fabricante;
  • Decalque do chassi;
  • Formulário do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), disponível nos sites dos Detrans de cada Estado;
  • Comprovantes de pagamento do primeiro registro e do emplacamento.

Em seguida serão emitidas guias para pagamento do IPVA e DPVAT (seguro obrigatório) do veículo. Somente com isso pago é que será feito o pedido de emissão do CRV e do CRLV, assim como a geração do número da placa.

Depois de todo esse processo e com o seu carro devidamente emplacado, você já está legalmente liberado para rodar com o seu carro novo pelas ruas.

 

O procedimento para carros usados

Antes de adquirir um carro usado você deve se certificar de que não existe nenhuma pendência com o veículo. Essa consulta pode ser feita através do site do Detran, você só precisa ter em posse o número da placa e do RENAVAM do carro.

Quer saber como acertar na escolha do usado? Confira essas 5 dicas que preparamos para você realizar uma compra segura.

Deve-se preencher o Certificado de Registro do Veículo (CRV). A partir da data presente nesse documento o comprador tem um prazo de 30 dias para passar o veículo para o seu nome. O não cumprimento dessa regra é considerado infração grave e a punição são de até 5 pontos na carteira de habilitação. Para resolver essa situação basta ir até o Detran com os seguintes documentos:

  • CRV preenchido e assinado pelo antigo dono, com firma reconhecida em cartório
  • Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (original e cópia)
  • RG, CPF do novo proprietário (original e cópia)
  • Comprovante de endereço do novo proprietário (original e cópia, com data de até três meses anteriores)
  • Duas vias do formulário do RENAVAM, que deve ser solicitado nos Detrans de cada Estado – a maioria está disponível nos respectivos sites. Em alguns casos, como no atendimento em algumas unidades do Detran em São Paulo, o preenchimento é feito pelo próprio atendente do Detran.
  • Dois decalques do chassi do veículo
  • Comprovante dos pagamentos da taxa de emissão da nova CRV e, se houver, dos demais débitos.

 

Leia também: Dicas para motoristas de primeira viagem

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *