Motor fundido: confira as principais causas e como consertá-lo

Ter um carro muitas vezes significa estar sob constante alerta para possíveis problemas, tomando cuidados que são chamados de “manutenção preventiva”. Quando não fazemos isso, nos deparamos com problemas como o motor fundido

Esse tipo de caso pode acarretar danos sérios para o carro e pode ser evitado com uma simples troca de óleo e manutenção do sistema de arrefecimento. 

Para que o motor fundido não seja um problema para você, elaboramos um texto com tudo o que você precisa saber sobre ele e como evitá-lo. Confira. 

O que é motor fundido e o que ele causa? 

Quando não nos precavemos com essas simples medidas citadas acima, o motor superaquecer, causando o que chamamos de combustão ou fusão do motor.  

Isso acontece porque o óleo e o sistema de arrefecimento existem justamente para evitar que isso aconteça. 

Ao superaquecer, as peças dilatam e perdem sua função, o que pode comprometer o funcionamento do motor como um todo e talvez até levá-lo à perda total. 

Como identificar um motor fundido?  

Podemos identificar o motor fundido em um carro prestando atenção em sinais como:

  • Ruídos; 
  • Dificuldade em dar a partida; 
  • Fumaça saindo do capô. 

Nesse último caso, os carros também indicam em seu painel a temperatura do motor. O motorista deve estar atento a essa indicação, principalmente para evitar acidentes. 

É possível consertar o motor fundido? 

Na maioria das vezes é possível consertar o motor fundido, porém, esse concerto não vale a pena. 

Para baratear o serviço é possível levar um automóvel a uma retifica e fazer a troca de peças, mas esse é um gasto constante, já que a retífica completa dura no máximo durante dois ou três anos, sendo preciso refazê-la. 

Além disso, geralmente o reparo do motor custa 50% ou mais do valor do automóvel, o que talvez indique uma maior vantagem em comprar um novo carro. 

Como evitar o motor fundido? 

Para a nossa sorte, como dito no início do texto, esse é um problema que pode ser facilmente evitado se tomarmos alguns cuidados simples. São eles: 

Trocar os filtros

Os filtros são responsáveis por impedir que as sujeiras do ambiente entrem nos mecanismos do carro. 

Os filtros de ar, óleo e combustível vem com indicação do fabricante sobre sua vida útil e devem ser trocados na data indicada. 

Conferir o sistema de arrefecimento

É preciso estar sempre atento ao nível do líquido do arrefecimento mesmo que ele demore muito para baixar. 

Alguns motoristas se descuidam desse detalhe exatamente por esse motivo, mas o sistema pode sofrer algum dano e perder líquido, levando assim o motor a fundir. 

Estar atento ao nível de óleo

O óleo desempenha funções essenciais que vão desde diminuir a temperatura até diminuir o atrito entre as peças do motor. 

Por isso, esse lubrificante deve ser sempre trocado, de acordo com a orientação do fabricante, e o nível dele deve ser constantemente checado. 

Leia também: Óleo de motor: qual o mais correto para cada tipo de carro?

Saiba tudo sobre o seu carro e não passe sufoco!

Os carros estão sempre inovando seus modelos e tendo cada vez mais coisas para aprender sobre eles. 

Das grandes a pequenas dúvidas, a Delta Fiat quer te ajudar a responder todas! Foi pensando nisso que criamos nosso canal no YouTube. 

Inscreva-se e acompanhe todas as novidades! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.